água de parabéns

O Kiko, que faz aniversário um mês antes de mim, teve a festa com
direito Coca-cola, então conhecido “água de parabéns”, tão caro e especial, que só
era servido em aniversários e natal (Uau,… mas era isso lá em casa!).
Conta a Ruth minha mãe, que eu sentada no colo dela, ia planejando meu aniversário
de 6 ou 7 anos (quem sabe..): quem seriam os convidados, os docinhos que faríamos, o
enfeite confeitado do bolo…. até chegar na preciosa “água de parabéns”.

Mamãe, curta de dinheiro para variar, tentava convencer-me de que suco de uva,
laranja, e groselha seria mais legal, porque era colorido, etc… Argumentos daqui e
de lá, até que eu afirmei: Puxa Vida, No aniversário do Kiko teve coca-cola…
porque não haveria de ter no meu????

Tendo, então já perdido a parada, minha mãe resolveu brincar: Uai, Filha, teve no
aniversário do Kiko, porque eu gosto mais dele, V. não sabia??? Certamente, ela me
desafiou assim, sabendo que eu não me sentia nem uma isquinha menos amada, e
respondi: não sei porque v. gosta mais dele… eu sou filha tanto quanto ele….

Nova resposta da Ruth… Cê não sabia? V. não é filha não…. te achei na lata do lixo!

Conta ela que eu parei para pensar um pouquinho, e fui desafiando…. “Achou, mãe?”
– Achei” Pegou, mãe? Peguei!….
Resposta final e conclusiva: PROBLEMA SEU! NÃO MANDEI PEGAR! COCA-COLA NO
ANIVERSÁRIO E assunto encerrado: Tive coca-cola….
E assim eu ensaiava os primeiros passos na advocacia…. invocando o principio da
isonomia (coisa de advogado: tratar igualmente os iguais…)

Bia

Leave a Reply